Terça-feira, 25 de janeiro de 2022 FALE-CONOSCO ANUNCIE AQUI
Saúde
Projeto que leva saúde bucal a crianças e adolescentes acolhidos é ampliado em Campos
Notícias > Saúde > Projeto que leva saúde bucal a crianças e adolescentes acolhidos é ampliado em Campos
Leonardo Ferreira / Portalozk.com 28 de novembro de 2021 às 11h18
Compartilhe essa notícia Whatsapp

A equipe do projeto “Acolher para Sorrir”, do Departamento de Odontologia da Secretaria Municipal de Saúde, ampliou o atendimento no que diz respeito à saúde bucal de crianças e adolescentes abrigados em Acolhimentos Institucionais do município. Duas novas instituições, que são o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas 1) Guarus e o Educandário São José Operário, no bairro do Turfe Clube, passaram a receber visitas regulares de três dentistas: Adriana Padilha, supervisora do projeto, Fernanda Luna e Ioná Alves. As visitas são previamente agendadas com a coordenação das casas de acolhimento. O projeto tem como parceiro a Fundação Municipal da Infância e Juventude (FMIJ).

Segundo o diretor do Departamento de Odontologia, José Luiz Oliveira, esse tipo de ação tem demonstrado sucesso na redução da prevalência e incidência de lesões de cárie dentária nas crianças tuteladas pela Prefeitura. “Utilizando abordagens preventivas, educacionais e curativas temos conseguido diminuir a fila de espera para tratamento na rede pública de saúde e com resolutividade satisfatória, além da melhoria da autoestima destes menores”.

O filho de 11 anos do pedreiro Jocivaldo de Oliveira Campeiro, 34 anos, foi uma das crianças atendidas, neste mês de novembro, no Educandário São José Operário. Satisfeito com o atendimento, Jocivaldo contou que o filho extraiu dois dentes. “A equipe é bem atenciosa”.

A assistente social do Educandário, Geovana Gomes Neves, ressaltou a importância desse trabalho. “Facilita muito a vida dos nossos usuários. Agradeço imensamente a parceria”, disse. O Educandário atende hoje a 132 pessoas, sem limite de idade, entre portadores de deficiência visual e/ou com baixa visão, além de múltiplas deficiências. A supervisora do Acolher para Sorrir, Adriana Padilha, explicou que na visita são feitos atendimento clínico inicial e triagem para classificar em qual grupo a criança ou adolescente se encaixa. “O grupo que puder ser tratado no local é atendido na sala de enfermagem do próprio acolhimento, com o material adequado e seguindo todos os protocolos de assepsia e esterilização”, ressaltou ela.

Entre os procedimentos possíveis estão: aplicação de flúor, orientação de higiene oral, restauração pela técnica de Tratamento Restaurador Atraumático (TRA), extração de dente decíduo e remoção de tártaro. “Se houver necessidade de tratamento eletivo, os menores são encaminhados para o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) para a realização do procedimento necessário, de acordo com a especialidade, como obturações mais complexas, exodontia de dente permanente, tratamento de canal, entre outros”, explicou Adriana.

 O CEO foi reaberto em março deste ano. A unidade funciona diariamente das 8h às 17h, no Centro de Saúde, prédio anexo ao da secretaria de Saúde. 

Mais notícias
É proibido o uso ou publicação deste conteúdo sem a devida autorização. Os infratores ficarão sujeitos a penas previstas por lei. O Portal OZK não envia mensagens de e-mail sobre promoções, notícias ou novidades. Portal OZK - 2015 - 2022 Todos direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Desenvolvido por Jean Moraes