Domingo, 25 de outubro de 2020 FALE-CONOSCO ANUNCIE AQUI
Esportes
FIFA 21 traz Villani, novidades para gameplay e modo carreira
Notícias > Esportes > FIFA 21 traz Villani, novidades para gameplay e modo carreira
Thamiris Moreira / Portalozk.com 07 de outubro de 2020 às 10h49
Compartilhe essa notícia Whatsapp

Sempre que se aproxima o lançamento de um novo FIFA ouve-se a mesma frase: "todo ano é igual". A pessoa que fala isso não está de todo errada, já que, ao apenas olhar um vídeo ou transmissão ao vivo do jogo de futebol da EA Sports, é quase impossível distinguir o FIFA 21 do 20. Porém, nos primeiros minutos nas mãos de um ávido fã da franquia, serão notadas várias mudanças, sendo elas boas ou ruins.

De cara, o FIFA tem uma nova voz. E não estamos falando na presença de Anitta como destaque da trilha sonora do game. Depois de sete anos e dez jogos, Tiago Leifert deixou a narração da série. Em seu lugar chega Gustavo Villani, voz do Esporte da Globo. Outras novidades aparecem aos montes no revitalizado modo carreira, na jogabilidade até aqui bem elogiada e uma cara nova aos menus do modo mais famoso da franquia: o Ultimate Team. O ge analisou cada aspecto do FIFA 21 e descreve em detalhes para você neste review.

Disponível para Xbox One, PlayStation 4, PC e Switch a partir de 9 de outubro, o jogo futuramente receberá uma versão melhorada para a nova geração de consoles da Sony e da Microsoft. Quem comprou o jogo na atual geração já tem garantido o upgrade gratuito no Xbox Series X/S ou PS5.

UMA NOVA VOZ
Após oito jogos da série FIFA, os fãs da franquia deixarão de ouvir que o gol que acabaram de perder "até o buldogue Fernando faria". Tiago Leifert e Caio Ribeiro estrearam juntos no FIFA 13 e se despediram um do outro no FIFA 20. Nesta próxima edição, que será lançada mundialmente no dia 9 de outubro, o comentarista fará companhia ao narrador Gustavo Villani.

Alvo de elogios e críticas pela performance, o apresentador do BBB comemora finalmente poder "cornetar" outra pessoa, e avisa que não vai pegar leve com Villani.

- Quando eu pedi pra sair, eu sugeri alguns nomes e o primeiro da minha lista era o Guga, que eu achava que era um nome legal, um cara que está chegando na Globo, está começando, ele e o Fifa podem crescer juntos agora nesse momento, então estou muito honrado e vou xingar ele bastante. Tenho certeza que se minha performance piorar, a culpa é da narração. Mas não coloca isso na manchete! - brincou Tiago.

Descontraído, Villani não deixa a desejar no clima de brincadeira e interações com Caio Ribeiro durante os jogos. Os dois chegam até cantar juntos durante alguns jogos. Além da parte cômica, o narrador fez jus à profissão e deu bastante emoção aos lances de perigo do FIFA 21. Guga não esqueceu também de usar os famosos bordões: "domina, toca não está mais comigo", "boa bola, bola boa", o "Pin-pan-pum" e o clássico "Gol de video game!".

FOCO NO GAMEPLAY
Quase todo FIFA no lançamento começa igual. "Melhor FIFA de todos os tempos, só espero que as atualizações não estraguem", bradam os fãs da franquia. Mas, infelizmente, o que todos temiam, aconteceu. As constantes atualizações na mecânica de gameplay foram deixando o jogo cada vez mais automático e menos divertido como era no começo.

O FIFA 21 começa da mesma maneira. Elogiado por pro players, streamers e jogadores casuais, o jogo da EA chega com melhorias necessárias em relação ao título anterior. Antes mesmo de falar sobre as adições à jogabilidade, é preciso falar dos consertos feitos pela desenvolvedora.

O game hoje possui uma defesa mais manual, fácil de ser penetrada se o jogador não tiver total controle do sistema defensivo e o ataque hoje tem muito mais opções, inclusive com o retorno triunfal dos esquecidos cruzamentos. Estes pontos foram destacados também por Allan "Estagiário", streamer carioca que recentemente foi convidado a participar do programa EA Game Changers para dar feedback sobre o jogo diretamente para a desenvolverdora.

- O FIFA 21 melhorou porque está mais manual na parte defensiva e mais inteligente, com mais artifícios para criar na parte ofensiva - analisou o Estagiário.

Muito criticado no FIFA 20, o ataque recebeu novas funcionalidades bem interessantes para que os jogadores possam perfurar o bloqueio defensivo de diferentes maneiras. Foram apresentadas as Corridas Criativas, que permitem ao jogador fazer o famoso "um-dois" com a máquina, o Player Lock também age de maneira parecida e permite deixar a CPU controlando um jogador enquanto você corre, posiciona e controla outro, como se fosse o modo Pro Clubs.

Outra adição interessante foi o modo competidor. A EA estudou os movimentos de grandes pro players como o britânico Donovan "Tekkz" e ensinou a CPU a repetir o estilo de jogo nas dificuldades Lendário e Ultimate.

Apesar dos pontos positivos citados anteriormentes, o FIFA 21 ainda carrega alguns erros de versões anteriores como a péssima arbitragem, que não sabe distinguir a gravidade da falta ou marca pênalti por qualquer toque na área. Um erro exclusivo desta versão é a facilidade de fazer gol de cobertura, é necessária uma correção o quanto antes para que isto não seja abusado quando lançar a primeira Weekeend League do jogo. *GE

Mais notícias
É proibido o uso ou publicação deste conteúdo sem a devida autorização. Os infratores ficarão sujeitos a penas previstas por lei. O Portal OZK não envia mensagens de e-mail sobre promoções, notícias ou novidades. Portal OZK - 2015 - 2018 Todos direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Desenvolvido por Jean Moraes