Segunda-feira, 03 de agosto de 2020 FALE-CONOSCO ANUNCIE AQUI
Economia
Auxílio emergencial: mais de 220 mil benefícios com suspeita de irregularidade ainda estão sendo auditados
Notícias > Economia > Auxílio emergencial: mais de 220 mil benefícios com suspeita de irregularidade ainda estão sendo auditados
Isis Rodrigues / Portalozk.com 14 de julho de 2020 às 00h18
Compartilhe essa notícia Whatsapp

 

Dos 620 mil auxílios emergenciais com indícios de irregularidades identificados pelo Tribunal de Contas da União (TCU), 220.995 ainda estão sendo auditados, segundo o Ministério da Cidadania. Os outros 399.304 já haviam sido bloqueados antes de o tribunal apontar para o problema.

De acordo com o governo, o número de pagamentos que ainda possui algum tipo de suspeita representa uma margem de erro de "apenas 0,44%", identificada após um trabalho de auditoria feito pelo Ministério da Cidadania em parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU) e a Dataprev.

— Nosso índice de efetividade é superior ao do sistema de previdência dos Estados Unidos, considerado o melhor do mundo, com 0,82% de inconformidades — disse o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

No entanto, para o ministro do TCU Bruno Dantas, embora o volume de benefícios com irregularidades não seja tão grande, o valor pago pela União é significativo.

— Muito embora o número de 620.299 pessoas virtualmente recebendo o benefício de maneira ilegal não seja, por si só, tão preocupante em termos percentuais (1,23% dos casos, aproximadamente), é evidente que o montante envolvido, em torno de R$ 1,28 bilhão, se reveste de alta materialidade, sobretudo para um programa de curta duração — ponderou o ministro.

Entre os benefícios irregulares identificados pelo TCU estão pessoas que deram entrada no auxílio emergencial de R$ 600, mas já recebiam algum outro auxílio do governo, como seguro-desemprego. Foram identificados ainda mais 235 mil empresários que não são Microempreendedores Individuais (MEI) e que receberam o auxílio emergencial em abril de 2020.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra (21 99644 1263)

Quem não tem direito ao auxílio emergencial

- Menores de 18 anos (exceto mães adolescentes, que têm direito ao pagamento)

- Trabalhadores com emprego formal (carteira assinada e servidores públicos, por exemplo)

- Trabalhadores que recebam seguro-desemprego

- Pessoas que recebem outros beneficios do governo, como pensão por morte, aposentadoria, BPC/Loas ou auxilio-doença

- Pessoas com renda familiar mensal acima de três salários mínimos (R$ 3.135)

- Empresários que não sejam microempreendedores individuais.

 

*Fonte: Extra

Mais notícias
É proibido o uso ou publicação deste conteúdo sem a devida autorização. Os infratores ficarão sujeitos a penas previstas por lei. O Portal OZK não envia mensagens de e-mail sobre promoções, notícias ou novidades. Portal OZK - 2015 - 2018 Todos direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Desenvolvido por Jean Moraes