Segunda-feira, 01 de junho de 2020 FALE-CONOSCO ANUNCIE AQUI
Cidades
Monumentos do Rio surgem usando máscaras 'contra' o coronavírus
Notícias > Cidades > Monumentos do Rio surgem usando máscaras 'contra' o coronavírus
Isis Rodrigues / Portalozk.com 25 de março de 2020 às 11h49
Compartilhe essa notícia Whatsapp

Nelson Rodrigues passou a “caminhar” por Copacabana 36 anos após sua morte, em 2016. Confeccionada pelo artista Edgar Duvivier e idealizada por dois netos do jornalista e escritor, Sacha e Crica Rodrigues, a estátua de 1,80m em bronze perdeu nos últimos dias os companheiros que normalmente transitam pela Praça Inhangá. Com o crescimento dos casos do novo coronavírus na cidade do Rio, além de sozinho na Rua Barata Ribeiro, o monumento que homenageia o também romancista e cronista de futebol, ganhou um equipamento de proteção cada vez mais presente nos rostos em tdo o mundo: uma máscara cirúrgica.

Também nesta semana, o poeta Carlos Drummond de Andrade, que aproveita a brisa do mar sentado de pernas cruzadas no Posto 6 da Praia de Copacabana, apareceu mascarado. Há 15 anos na orla, o monumento é ponto certo para fotos de turistas e cariocas que passeiam pelo calçadão, mas já foi alvo de diversos casos de vandalismo, como pichações e até o furto de seus óculos.

Bem perto dali, o compositor Tom Jobim também surgiu usando máscara cirúrgica. O monumento que homenageia o artista, autor de “Garota de Ipanema”, fica na orla inspiração de um de seus maiores sucessos, como antecipou o colunista Ancelmo Gois.

As iniciativas anônimas de tentar “proteger” os monumentos da cidade, no entanto, não foram exclusividade o Rio de Janeiro. Na Praia de Camburi, em Vitória, no Espírito Santo, a estátua do violinista Maurício de Oliveira apareceu “protegida” do Covid-19 esta semana. O acessório do artista era, no entanto, uma sacola plástica que imitava uma máscara cirúrgica.

Estátua do violinista Maurício de Oliveira no Espírito Santo Foto: Reprodução/ Instagram

É importante lembrar que a máscara comum não é eficiente para prevenir a doença - apenas o modelo N95 cumpre essa função. Quem já está doente pode usar a máscara cirúrgica, que ajuda a não contaminar outras pessoas. Quem tiver contato com casos suspeitos, como profissionais de saúde e familiares, também deve usar máscaras.

 

*Fonte: Extra

Mais notícias
É proibido o uso ou publicação deste conteúdo sem a devida autorização. Os infratores ficarão sujeitos a penas previstas por lei. O Portal OZK não envia mensagens de e-mail sobre promoções, notícias ou novidades. Portal OZK - 2015 - 2018 Todos direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Desenvolvido por Jean Moraes