Cidades Polícia Política Entretenimento Esportes Últimas
Cidades
Prefeitura de Campos celebra Dia Laranja de Eliminação da Violência contra as Mulheres
A primeira dama, Tassiana Oliveira, destacou que é gratificante perceber que o Governo Municipal está no caminho certo com a implementação de políticas públicas voltadas à defesa, direitos e proteção da mulher.
PUBLICADO POR: LEONARDO FERREIRA - 26/11/2022 - 09:13

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Para celebrar o Dia Laranja que apregoa o Dia Mundial de Eliminação da Violência contra a Mulher, a Prefeitura de Campos, por meio da Subsecretaria de Políticas para Mulheres encerrou nesta sexta-feira (25), o ciclo de palestras e wokshops com ênfase nas políticas públicas de proteção à mulher implementadas na atual gestão do município. A primeira dama, Tassiana Oliveira, presente às palestras no Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam). 

As palestras foram proferidas pela titular da Delegacia Especial da Mulher, Madeleine Farias; pela Subsecretária de Políticas para Mulheres, Josiane Viana; por Tassiana Oliveira, além de membros da Patrulha Maria da Penha, da Polícia Militar e por dirigentes dos Programas de Proteção à Mulher.

A abertura do evento contou com participação dos atores Neusinha da Hora e Daniel Souza, este da Subsecretaria de Igualdade Racial e Direitos Humanos. Eles fizeram apresentação teatral, mesclando música, dança e recitação sobre a vida da artista campista Mercedes Baptista, atriz e bailarina do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, cujo exemplo de luta inspira mulheres no decorrer dos séculos.

A primeira dama, Tassiana Oliveira, destacou que é gratificante perceber que o Governo Municipal está no caminho certo com a implementação de políticas públicas voltadas à defesa, direitos e proteção da mulher.

“Conquistamos para Campos o que era uma reivindicação antiga, que é o CEAM, além dos equipamentos para, por exemplo, a Casa da Mulher Benta Pereira que acolhe a mulher vítima de ameaça, juntamente com seus filhos e se integra à Rede de Proteção à Mulher. O chamamento que a Delegada Madeleine faz à sociedade civil para se unirem aos esforços das autoridades no combate à violência contra a mulher, é muito importante, porque muitas vezes a violência contra a mulher tem início dentro de casa e não podemos aceitar que se torne uma questão cultural decorrente do machismo. A Prefeitura tem trabalhado sempre para transformar essa realidade e construir uma nova história para as mulheres”, afirmou Tassiana Oliveira.

Ela acrescenta que as entidades da sociedade civil devem continuar contribuindo para a conscientização de que a violência contra a mulher não pode prosseguir, porque afeta toda a sociedade. “Da mesma forma que a sociedade alcançou consciência de que é um absurdo ter existido a escravidão, que logo em breve a atual sociedade atinja a consciência de que a violência contra a mulher seja considerada coisa tão absurda quanto hoje consideramos ser um absurdo que pessoas foram escravizadas”, apregoou a primeira dama.

A Subsecretária Josiane Viana ressaltou a importância dos serviços prestados pela Rede de Proteção à Mulher, já consolidada em Campos.

“A Rede de Proteção à Mulher tem sido muito importante no combate à violência, em parceria com entidades, inclusive, com a Policia Militar que mantém a Patrulha Maria da Penha, com equipe muito empenhada na causa da defesa da mulher. Mas evoluímos nos cuidados com a mulher, além da questão do combate à violência e já firmamos, inclusive, parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo e Subsecretaria de Qualificação e Emprego para capacitar profissionalmente mulheres para aproveitar as oportunidades no mercado de trabalho”, exemplificou Josiane.

A Delegada Madeleine Farias, que assumiu a DEAM recentemente, destacou números da estatística da violência contra a mulher no Estado do Rio e fez considerações sobre a importância das ações e parceria a favor da proteção da mulher e do combate à violência doméstica.

“Assumi com a missão de defender e encorajar as mulheres. Costumo dizer que - sem saber que viria assumir a DEAM - eu vinha sendo preparada para atuar na Delegacia de Apoio à Mulher, porque, de forma natural, eu vinha fazendo trabalhos de forma voluntária com mulheres. O homicídio contra a mulher não é um crime comum, porque a maior parte das mulheres são afetadas na alma e na estrutura das famílias envolvidas. Se a família é forte, a sociedade é forte, mas se a família é afetada, a sociedade não é fortalecida. Registramos no Estado aumento de 23% nos primeiros cinco meses de 2022 em relação a igual período do ano passado. Na comparação entre 2022 com 2017, tivemos dois milhões de mortes, um aumento de 73% no número de homicídios”, informou a Delegada, que enalteceu a interação dos organismos que formam a Rede de Proteção à Mulher em Campos.

PSICÓLOGA VOLUNTÁRIA PARA A DEAM
Durante sua fala, Madeleine relatou a necessidade de poder contar com uma psicóloga na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e foi surpreendida com o anúncio da Subsecretária Josiane Morumbi, que a psicóloga do CEAM, Tânia Maria P. Gonçalves, se prontificou a atuar no órgão. Tânia se apresentou e a Delegada Madeleine não escondeu a felicidade em poder contar com mais um aprimoramento nos serviços do órgão, haja vista que a psicóloga será importante no ambiente para as mulheres atendidas, bem como para os servidores da Unidade Policial.


Acompanhe o Portalozk.com nas redes sociais:

Instagram: https://www.instagram.com/portalozk/
Facebook: https://twitter.com/portalozk
Twitter: https://twitter.com/portalozk

Veja mais!

E-mail: portalozk1@gmail.com
Telefone: (22) 99877-3138


HOME ANUNCIE CONOSCO
© 2004-2023 Portalozk.com Desenvolvido por Jean Moraes