X
São João da Barra/RJ, 11 de Dezembro de 2018
São João da Barra/RJ, 11 de Dezembro de 2018
fb.com/portalozk.com.br | instagram.com/portalozk | twitter.com/portalozk | Fale Conosco

Saúde
27 de Junho de 2018 ?s 11h36
Chikungunya: 470 novos casos em Campos em menos de 24 horas
Leonardo Ferreira / Portalozk.com

De acordo com informações da Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), atualizadas nesta terça-feira (26/06), 1.594 casos de chikungunya foram confirmados este ano até o momento.

Campos vive um surto epidêmico de chicungunha  e a população precisa redobrar os cuidados.

O alerta foi dado no último dia 15, pela diretora da Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Andréya Moreira, durante uma reunião com representantes de diversas secretarias e superintendências da Prefeitura de Campos. 

 Ao todo, 90 casos de dengue foram confirmados este ano e nenhum caso de zika e febre amarela.

Cerca de 250 atendimentos são realizados, por dia, no Centro de Referência de Doenças Imuno-infecciosas (CRDI). 

Diante do aumento abrupto de casos, a Vigilância em Saúde está fechando os números a partir de critérios clínicos, epidemiológico e, em alguns casos, sorológicos, ou seja, a partir dos sintomas, já começa o tratamento. Antes, os casos confirmados só eram registrados a partir da confirmação diagnóstica sorológica.

"Há um aumento progressivo do número de casos não só em Campos, mas em todo o estado do Rio de Janeiro. Por isso, as ações de prevenção no município serão intensificadas. Estamos em alerta, e precisamos contar com a participação de toda a população no combate aos focos do mosquito Aedes aegypti, que é o transmissor da chikungunya, da dengue e da zika – disse Andréya.

Participaram da reunião do dia 15 representantes da Secretaria Municipal de Governo, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Ambiental, Superintendência de Comunicação, Superintendência de Limpeza Pública, Superintendência de Postura e Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana.

A prefeitura vem realizando mutirões semanais nos bairros e, desde o dia 18 de maio, cerca de 30 bairros foram visitados. Na próxima sexta-feira (29/06), o mutirão estará nos seguintes bairros: Parques João Maria, São Benedito, Rui Barbosa, João Seixas e São Lino. De acordo com o diretor do CCZ, Marcelo Sales, é de extrema importância que a população receba os agentes em suas casas e reserve 10 minutos por semana para verificar suas residências. 

“ A grande maioria dos focos tem sido encontrada em pratos de plantas e recipientes de água de animais. Contamos com o apoio de todos no combate ao Aedes aegypti”explicou.

Os sintomas da chicungunha são semelhantes aos da dengue: febre, mal-estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, apatia e cansaço. Porém, a grande diferença da febre chikungunya está no seu acometimento das articulações: o vírus avança nas juntas dos pacientes e causa inflamações com fortes dores acompanhadas de inchaço, vermelhidão e calor local.

Nesta segunda-feira (25/06), a  Vigilância em Saude, alertou para o aumento do número de casos. Ururau

AS 7 MAIS LIDAS

Todos os direitos reservados | 2004 - 2016 | Grupo OZK V.A.F. Comunicação e Publicidade | CNPJ 14.775.883/0001-16 | Criando por Leonardo Ferreira | Desenvolvido por Jean Moraes