Domingo, 19 de maio de 2019 FALE-CONOSCO ANUNCIE AQUI
Entretenimento
Multidão em São João da Barra nos blocos Abalou e Mello Folia, no terceiro dia de carnaval
Notícias > Entretenimento > Multidão em São João da Barra nos blocos Abalou e Mello Folia, no terceiro dia de carnaval
Leonardo Ferreira / Portalozk.com 03 de março de 2019 às 13h09
Compartilhe essa notícia Whatsapp

O terceiro dia do Carnaval de São João da Barra, no sábado, 2, manteve a animação a todo vapor. Na Avenida do Samba a festa começou com quatro bandas, São João, Zé Pereira, Pica-Pau e Amigos da Folia que aqueceram os foliões até os blocos entrarem em cena arrastando uma multidão.   

Primeiro o Bloco dos Mascarados, depois Mello Folia, Jiripoca e Abalou. A agitação continuou no palco oficial onde se apresentou o cantor Paulinho Badaloka, em seguida, no trio elétrico, Anderson Santos fechou o terceiro dia da folia de momo já na madrugada deste domingo 3.

Quem veio de longe curtiu a valer o carnaval sanjoanense. “É o melhor do interior. Vale à pena vir para cá”, elogiou a empresária Gessiane Riscado, 40 anos, de Macaé. Ela, o marido, Leandro Maciel, 45, e a filha, a estudante Beatriz Riscado, 17, curtem a folia em São João da Barra, há 10 anos. 

Grussai – a Boneca do Waldir e banda TB-6 iniciaram o dia, depois foi à vez do Bloco do Gordo arrastar uma verdadeira multidão. Do outro lado da Lagoa, a banda Swing Muleke, Xandão do Forró e Os Piratas entraram a madrugada com muito som. 

Açu – Quem preferiu o Açu não se arrependeu. A banda Suave Veneno e o bloco local puseram o povão para dançar. A noite acabou com o desfile da escola de samba Ás de Ouro. Em Barcelos o Boi Tufão brilhou.

Mais notícias
É proibido o uso ou publicação deste conteúdo sem a devida autorização. Os infratores ficarão sujeitos a penas previstas por lei. O Portal OZK não envia mensagens de e-mail sobre promoções, notícias ou novidades. Portal OZK - 2015 - 2018 Todos direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Desenvolvido por Jean Moraes